• Reflexão e Conversão

    Jesus Chorando

    1. “E quando chegou perto, ao ver a cidade, Jesus chorou sobre ela“. Lágrimas no meio de alegrias? Sim, porque Jesus veio para salvar a todos e viu que muitos, por culpa própria, não se salvariam. Que amor, o de Jesus que chora! Terá Ele já chorado sobre ti?… Talvez ainda há pouco? Não te faltam momentos em que te oferece suas graças. Aproveita-as melhor que a infeliz Jerusalém o tem feito. De uma única graça poderão depender muitas, e mesmo a própria salvação. 2. a) Jesus prediz a destruição da cidade. Ela é o castigo do endurecimento do coração de seus habitantes. Como pelo primeiro pecado entrou a morte no mundo,…

  • Reflexão e Conversão

    Quanto Jesus deseja unir-se conosco na santa Comunhão

    Desiderio desideravi hoc Pascha manducare vobiscum, antequam patiar ― «Tenho desejado ansiosamente comer convosco esta Páscoa, antes que padeça» (Luc 22, 15). Sumário. Nenhuma abelha esvoaça com tanta avidez sobre as flores para lhes sorverem o mel, como Jesus vai morar nas almas que o desejam. Eis porque no Evangelho nos convida tantas vezes a que nos aproximemos dele na santa Comunhão. Faz tantas promessas e tantas ameaças, para manifestar o grande desejo que tem de unir-se conosco. Que ingratidão, pois, se não correspondemos a tão grande amor! Jesus Cristo chama hora sua a noite em que devia começar a sua paixão. Mas como é que pode chamar uma hora…

  • Reflexão e Conversão

    A Inveja

    1. a) “Eis, – diziam os fariseus – corre atrás dEle todo mundo”. É esta a linguagem da inveja. Os fariseus, vendo as grandiosas homenagens prestadas a Jesus, por ocasião de sua entrada em Jerusalém, ficaram indignados. Os invejosos, sem motivo sério que os justifique, atormentam-se a si mesmos, prejudicando a saúde de seu corpo e de sua alma. b) A inveja exagera. Os fariseus dizem “todo o mundo“, quando é só muito povo. Este vício torna o homem injusto e fá-lo lançar mão da mentira, para se excitar a si mesmo. Oxalá todo o mundo seguisse a Jesus, o Caminho, a Verdade e a Vida! 2. a) Diziam os fariseus: “Mestre, repreende…

  • Reflexão e Conversão

    Contas que terá de dar a Jesus Cristo quem não segue a vocação

    Auferetur a vobis regnum Dei, et dabitur genti facienti fructus eius — “Ser-vos-á tirado o reino de Deus, e será dado a um povo que faça os frutos dele” (Matth. 21, 43). Sumário. Avivemos a nossa fé. A graça que o Senhor nos concedeu chamando-nos a viver em sua casa é muito mais excelente do que se nos tivesse chamado a sermos rei do reino mais extenso da terra. Quanto maior, porém, a graça, tanto mais o Senhor se irritará contra nós, se não Lhe tivermos correspondido; tanto mais rigoroso será o vosso julgamento no dia das contas. Ai de nós, se não obedecermos à chamada divina, ou se por nossa culpa…

  • Reflexão e Conversão

    Jesus, Rei Divino

    1. Jesus, que sempre fugira às aclamações do povo, prepara tudo para uma entrada triunfal em Jerusalém. Efetua-a com aparato, mostrando não obstante sua humildade e modéstia. O que não terá sentido, no meio das aclamações, Ele que prevê o futuro e sabia como seria tratado poucos dias depois! Nada se dá, entretanto, sem que a Providência o queira. Deus transformou o coração do povo para que não receasse mais os fariseus, cujo ódio contra Jesus era de todos conhecido. Confia também em Deus, a quem unicamente deves temer. Querendo Ele, mudará intenções e corações. 2. “Eis que o teu Rei aí vem a ti, cheio de mansidão”. Os judeus, desta vez,…

  • Reflexão e Conversão

    Adiamento da conversão

    Dilação da conversão “Não demores a tua conversão ao Senhor, nem a difiras de dia para dia.” (Ecl. V, 8.) O que é que impede a tua conversão? Acaso a frivolidade, ou o receio das dificuldades? Como poderei evitar este ou aquele pecado, abandonar este ou aquele mau hábito? Difícil será; impossível não, enquanto puderes contar com o tempo e a graça de Deus. Queres deixar a cura para quando a chaga estiver mais agravada? Cada pecado que cometes, é uma nova ferida a cair sobre as anteriores, a irritá-las cada vez mais; é dar ousadia à paixão e violência ao apetite; é diminuir um grau de luz à razão,…

  • Reflexão e Conversão

    Quanto é doce a morte do justo

    Iustorum animae in manu Dei sunt, et non tanget illos tormentum mortis ― “As almas dos justos estão na mão de Deus, e não os tocará o tormento da morte” (Sap. 3, 1) Sumário. É assim: os tormentos, que na morte afligem os pecadores, não afligem os santos, porque já antes desse tempo deixaram pelo afeto os bens terrestres, consideraram as honras como fumo e vaidade e viveram desapegados dos parentes, amando-os só em Deus. D’outra parte, que felicidade morrer entregando-se nos braços de Jesus Cristo, que quis sofrer uma morte tão amarga, a fim de nos obter uma morte doce e cheia de consolação! Irmão meu, se na primeira noite…

  • Reflexão e Conversão

    Jesus vai sofrer

    1. “Eis, vamos para Jerusalém”. Pela última vez Jesus, acompanhado pelos apóstolos, vai a Jerusalém. Ele conhece o que lá o espera, pois o prediz aos discípulos. Não obstante isso vai pressuroso como se para Ele não houvesse coisa mais preciosa do que o sofrimento pela nossa redenção. Abraças também, de boa vontade, a cruz que Deus diretamente ou por outros te manda? Há uma única contrariedade que sofres, sem te queixares a ninguém? Mais perfeito é ires ao encontro da cruz, vencendo-te por amor de Deus. Ou não fazes nunca algum sacrifício voluntário por teu Salvador? 2. “E tudo o que está escrito pelos profetas, sobre o Filho do homem, será…

  • Reflexão e Conversão

    Bem-aventurado o que não quer outra coisa senão a Deus

    Beati pauperes spiritu, quoniam ipsorum est regnum coelorum ― “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Matth. 5, 3). Sumário. Persuadamo-nos bem de que só Deus pode contentar-nos; mas não contenta senão àqueles que são pobres de espírito, isso é, de desejos terrestres, e nada querem fora dele. Se, portanto, nós também queremos achar a verdadeira felicidade, desfaçamo-nos de todo o afeto à terra, entreguemo-nos a Deus sem reserva e digamos freqüentes vezes: Senhor, disponde de mim, e de tudo que é meu, segundo o vosso agrado; eu não quero senão o que Vós quereis. Pelos pobres de espírito entendem-se aqueles que são pobres de desejos terrestres…

  • Reflexão e Conversão

    A Vítima Divina

    1. a) “Se o deixarmos… virão os romanos”. Os inimigos de Jesus, reunidos contra Ele em conselho, assim falam, não por temor, mas por hipocrisia. Bem sabem que Jesus não aspira nenhuma poder temporal. A inveja tem sempre o que censurar, ora exagerando o que há, ora inventando onde nada encontra. És, de todo, livre de tão indigno e repugnante vício? b) Os judeus mais tarde sofreram o justo castigo que com sua iniquidade procuravam afastar de si: vieram os romanos a destruir a cidade e exterminar seu povo. O mesmo Deus ainda hoje vive e pagará o bem e o mal, segundo cada um merecer. 2. “Convém – diz o sumo pontífice…