Oração a Maria, distribuidora das graças

Maria é o tesouro do Senhor e a tesoureira das suas graças! ela enriquece superabundantemente os seus servos com dons espirituais.

Ó Rainha e Mãe de misericórdia, é realmente com a liberalidade duma Rainha e amor da mais amável das mães que dispensais as graças a todos os que a vós recorrem. Hoje, pois, me recomendo a vós, despido qual sou de méritos e virtudes, e por isso insolvente para com a justiça divina. Ó Maria, tendes a chave do tesouro das divinas misericórdias: lembrai-vos da minha pobreza, e não me abandoneis numa tão grande penúria. Sois tão liberal com todos, e acostumada a dar mais do que vos pedem: mostrai a mesma generosidade a meu respeito. Ó Mãe de misericórdia, bem o sei, é para vós prazer e glória ajudar os mais miseráveis, e podeis ajudá-los enquanto não se obstinam no mal; pecador me confesso, mas, longe de me obstinar, quero mudar de vida; podeis então me socorrer; ah! socorrei-me e salvai-me. Hoje me ponho inteiramente entre as vossas mãos: dizei-me o que devo fazer para agradar a Deus, tenho a
vontade de fazê-lo, e espero executá-lo com o vosso socorro, ó Maria, minha Mãe, a minha luz, a minha consolação, o meu refúgio, a minha esperança.

As Mais Belas Orações de Santo Afonso, Coordenadas pelo Pe. Saint-Omer, Redentorista e vertidas para o vernáculo por D. Joaquim Silvério de Sousa, Editora Vozes, 1961.

Este texto foi útil para você? Compartilhe!

Deixe um comentário