Rezai muito

“Importa orar sempre e não cessar de o fazer” – disse Jesus(4). “Se rezardes, será certa a vossa salvação; se deixardes de rezar, será certa a vossa condenação” (5). Fazei regularmente vossa prece da manhã. Toda noite, fazei vossa oração, se possível em família, e mesmo com a recitação do Terço: o Rosário é insistentemente recomendado pelos Papas e pela própria Virgem Maria em Lourdes e em Fátima! Meditai sobre a paixão de Cristo; tende grande devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ao Coração de Maria, consagrando-Lhes vossas pessoas e vossas famílias. Visitai na Igreja o Santíssimo (6); multiplicai durante o dia os movimentos de vosso coração para Deus; não poderia ajudar-vos a isso a recitação da Angelus pela manhã, ao meio dia e ao cair da tarde?

A generosidade em matéria de oração atrairá, sobre vós e sobre a Igreja, graças abundantes.

DEUS SE APROXIMA DAS ALMAS QUE VÃO A ELE.

(4) Luc. XVIII, 1.
(5) Sto. Afonso de ligório, “O Grande Meio da Oração” – Pia Soc. Filhas de S. Paulo, 1936, p. 166.
(6) S. S. Paulo VI, “Mysterium Fidei”, AAS 1965, p. 771.

Do Livro Vade-Mécum do Católico Fiel, Tradução do original Francês, pelo Pe. João Maria Barcelonne, Vigário em Campos, Autorizada pelo Bispo Diocesano, D. Antônio de Castro Mayer

Este texto foi útil para você? Compartilhe!

Deixe um comentário