Tudo consumado

1. Jesus, porém, havendo tomado o vinagre, disse: “Tudo está consumado”. Quanto não teve de sofrer o pobre Jesus, até poder dizer: “Tudo está consumado”. Lembra-te de todas as fases de sua paixão, que logo começou desde que veio ao mundo. Pouco vale começar uma boa obra; vale tudo continuar e acabá-la bem. Quanto começaste, sem o terminar! Feliz, se na hora da morte puderes dizer com Jesus: “Tudo está consumado”

2. E Jesus, dando um grande brado, disse: “Pai, nas tuas mãos encomendo o meu espírito”. Eis as últimas palavras de teu Salvador. Não fala de seu corpo pregado no duro leito da cruz e, sim, só de sua alma, ensinando-te que mais deves cuidar da alma imortal que do corpo, futuro pasto dos vermes. Recomenda também tua alma a Deus, teu Pai! Faze-o muitas vezes na vida, para não deixares de fazê-lo, com afeto especial, na hora da morte. A teu Jesus agradece tudo o que Ele sofreu por ti, bem como os ensinamentos que por seu belo exemplo, durante 33 anos de sua vida, te deu.

Breves Meditações Para Todos os Dias do Ano, Frei Pedro Sinzig, OFM, Quarta Edição, 1921.

Este texto foi útil para você? Compartilhe!

Deixe um comentário