Termo: Canônicos (Livros)

« Back to Glossary Index

Canônicos (Livros) são os livros que constituem a Sagrada Escritura ou a Bíblia. Uns eram chamados Protocanónicos, sobre a autenticidade dos quais nunca houve dúvidas; outros Deuterocanónicos, porque havia dúvidas sobre a sua autenticidade. O Concilio de Trento pôs termo a essa distinção, definindo quais os livros autênticos, isto é, quais os livros que deviam ser considerados como divinamente inspirados, tanto do Antigo como do Novo Testamento.

Os livros canônicos do Antigo Testamento são de quatro classes. Da primeira classe são os livros legais ou da Lei: o Gênesis, o Êxodo, o Levííico, Números, Deuteronómio. Da segunda classe são os livros históricos: Josué, Juizes, Ruth, quatro dos Reis, dois dos Paralipómenos, dois de Esdras, de Tobias, de Judit, de Ester, de Job, e dois dos Macabeus. Da terceira classe são os livros morais ou de Moral: 150 Salmos, Provérbios, Eclesiastes, Cântico dos Cânticos, Sabedoria, Eclesiástico. Da quarta ciasse são os livros proféticos, que compreendem os quatro Profetas Maiores: Isaías, Jeremias (a que anda junto o de Baruc), Ezequiel, Daniel; e os 12 Profetas Menores: Oseas, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miqueas, Naum, Abacuc, Sofonias, Ageo, Zacarias e Malaquias.

Os livros canônicos do Novo Testamento são: o Santo Evangelho escrito pelos quatro Evangelistas: S. Mateus, S. Marcos, S. Lucas e S. João. Os Atos dos Apóstolos, escritos por S. Lucas, 14 Epístolas de S. Paulo, l de S. Tiago, 2 de S. Pedro, 3 de S. João, 1 de S. Judas e o Apocalipse de S. João, que é o último Livro da Sagrada Escritura ou da Bíblia.

Este texto foi útil para você? Compartilhe!
« Voltar para índice