• Reflexão e Conversão

    Sorte feliz do penitente

    1. O inocente, ao morrer, exultará. Nada também terá de recear o penitente. O que o poderia inquietar, já lhe foi perdoado. A consciência não o acusa mais, não o tortura a memória, nem o assusta a idéia do juiz. Terminou a obra que Deus lhe confiou, veio agora a noite feliz em que vai receber sua recompensa. Passou toda a incerteza, todo o medo, todo o tropeçar e cair. Uma surpresa indizível o espera; a luz eterna, a cidade santa, o próprio Deus, nunca antes visto por ele. A mão da morte, que lhe rouba as flores oriundas da terra, dá-lhe a coroa de imperecível beleza. Não valerá tal…

  • Reflexão e Conversão

    Devoção de Santo Afonso à Paixão de Jesus Cristo

    Mihi autem absit gloriari, nisi in cruce Domini nostri Iesu Christi – “Quanto a mim, livre-me Deus de me gloriar, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo” (Gal. 6, 14). Sumário. Com muita razão a Igreja chama Santo Afonso contemplador assíduo e propagador admirável da devoção à paixão e morte de Jesus Cristo. Foi este o assunto quase contínuo de suas meditações, de seus colóquios públicos e particulares. Se queremos ser devotos verdadeiros e dignos filhos do santo Doutor, sejamos, à sua imitação, devotos da Paixão de Jesus, façamos dela em todas as circunstâncias o assunto habitual de nossas meditações. Com muita razão a Igreja (1) chama Santo Afonso contemplador assíduo e…