• Santos

    São Boaventura, Cardeal e Doutor da Igreja

    São Boaventura, Cardeal e Doutor da Igreja († 1274) O Doutor seráfico S. Boaven­tura nasceu em Bagnarea, na Toscana, no ano de 1221. Os pais, si eram nobres de origem e favorecidos pela fortuna, maior lhes era a nobreza, baseada na virtude e santidade. Uma doença gravíssima punha em perigo a vida do menino de quatro anos. Não havendo probabilidade de salva-lo, a mãe pediu a S. Francisco de Assis, que ainda vivia, lhe impusesse as mãos e lhe alcançasse a saúde, prometendo ao mesmo tempo que o dedicaria ao serviço de Deus na Ordem, caso fosse ouvida. São Francisco rezou sobre a criança, que sarou imediatamente. Vendo esse grande…

  • Reflexão e Conversão

    A perseverança

    Só aquele que perseverar até ao fim, se salvará. (Mat. XXIV, 13). Jovem Cristã, resta-te ainda largo caminho para chegares ao termo. Começaste bem, mas é preciso continuares e perseverares até ao fim. É a perseverança final, e não os bons começos nem a sua continuação, que nos assegura a coroa de glória. A fé ensina-nos, que ela é uma graça especial de Deus, que se pode merecer com a fidelidade à graça. Se cruzares os braços, julgando-te segura, podes num momento perder todos os bens que entesouraste com tanto trabalho. E então, serias muito mais ingrata e digna de castigo. Arma-te pois, de fortaleza e constância, porque os teus…

  • Reflexão e Conversão

    Os gozos do mundo

    1. Satanás, inimigo jurado de todo o bem, não deixará de armar também a ti mil ciladas e cercar-te de artimanhas engenhosas, capazes de te fazer capitular. O mundo convida, apresentando-se de modo fascinante, como amigo verdadeiro. Desconfia!… Não sairás ileso, a não ser que domines qualquer propensão desordenada a divertimentos puramente mundanos ou excessivos em número ou qualidade. Durante os divertimentos e as recreações, sê comedido e modesto, tendo sempre Jesus e Maria diante de teus olhos. 2. Ainda que te sejam necessárias recreações honestas, pensa nas palavras da Santa Escritura: “Filho, lembra-te que recebeste bens em tua vida e que Lázaro não teve senão males; por isso está…

  • Reflexão e Conversão

    Angústias do pecador moribundo

    Virum iniustum mala capient in interitu – “Do varão injusto se apoderarão os males na morte” (Ps. 139, 12). Sumário. Desgraçado do pecador que deixa passar o tempo das misericórdias divinas e adia a conversão até à hora da morte! Então o desgraçado se verá cercado de demônios, atormentado pelos remorsos da consciência, com o espírito escurecido e o coração endurecido. Numa palavra, visto que até então ele amou, juntamente e com o pecado, o perigo da condenação, é com justiça que o Senhor permitirá que ele pereça neste perigo, pelo peso da própria malícia. Ah, meu Jesus! Pelo amor de Maria Santíssima livrai-me de tão grande desgraça; quero a todo o…