• Reflexão e Conversão

    O Combate Espiritual – obstáculos a vencer: o apego aos bens terrenos

    “A piedade que se satisfaz com o necessário, escrevia são Paulo a Timóteo, (1) é uma grande riqueza, porque nada trouxemos ao entrarmos no mundo e, sem dúvida, nada levaremos. Se, pois, temos com que nos alimentar e nos vestir, estamos satisfeitos. Os que querem ser ricos, caem em grande tentação, em ciladas, em inúmeros desejos insensatos e funestos, que lançam os homens na ruína e na perdição, pois o apego ao dinheiro é o principio de todos os males, e quantos que se entregaram a esta inclinação, naufragaram na fé e se tornaram vítimas de muitos tormentos !” “O ouro, diz o Sábio, tem perdido muita gente.” (2) As…

  • Reflexão e Conversão

    A satisfação

    Deixai de praticar o mal. Aprendei a operar o bem (Is 1, 16-17). Depois da confissão, ficam ainda certas obrigações para cumprir. E assim, aquele que atentou contra os bens alheios, é obrigado a restituí-los; aquele que deu escândalo, deve repará-lo enquanto lhe for possível, e aquele que menoscabou o bom nome do próximo, tem obrigação de lhe restituir a honra que lhe pertence. Temos de estar sempre dispostos ao cumprimento de todos estes deveres, e em certos caos é necessário cumpri-los dum modo positivo. Em todo o caso, existe sempre a obrigação de cumprir a penitência que o confessor nos impuser, pois nela consiste a satisfação sacramental. Com o…

  • Reflexão e Conversão

    A sovietização de nossa sociedade – Mons. Marcel Lefebvre

    Trecho de um discurso de Mons. Lefebvre em 22 de agosto de 1979, em Shawinigan, Quebec: “O socialismo está fazendo progressos consideráveis, mas isso com todo o poder da maçonaria presente em toda parte, em toda parte, que está em Roma e em toda parte. A Maçonaria está em toda parte e dirige tudo. Em breve estaremos listados (conectados) com computadores, todos teremos nosso número e não poderemos fazer nada sem que tudo esteja indicado na planilha que teremos, e tudo isso pelo computador. Estaremos em uma situação pior que de um país soviético. Dirão que são países livres, mas não são países livres: não seremos mais livres para fazer nada. Imagine só, é absolutamente inacreditável.…

  • Reflexão e Conversão

    No cerne da “Questão Ecône”: O Liberalismo – Dom Marcel Lefebvre

    Em uma Carta a Amigos e Benfeitores publicada em 1975, Mons. Lefebvre explicou o que estava no centro da oposição que se manifestava contra o Seminário de Ecône: o liberalismo, por natureza contrário à Tradição da Igreja. Observações sempre esclarecedoras para compreender a implacabilidade contra a Tradição que infelizmente ainda está em andamento na Igreja. Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est Como explicar essa oposição à Tradição em nome de um Concílio e sua aplicação? Podemos razoavelmente, e devemos realmente, nos opor a um Concílio e suas reformas? Além disso, podemos e devemos nos opor às ordens da hierarquia que apelam ao Concílio e todas as orientações pós-conciliares oficiais? Eis o grave problema que hoje,…

  • Reflexão e Conversão

    Sursum corda!

    1. “Tudo é vaidade”. Vaidade são as riquezas, as honras, os divertimentos. Vaidade em si, para nós, perante Deus e para a eternidade. Os bens da fortuna são limitados. A maior parte dos homens fica sem eles por toda a vida. Mas, ainda que tenham tudo quanto o mundo possa dar, este não sacia; antes, qual água do mar, aumenta a sede. O abismo de querer, jamais será cheio, pois não tem fundo. O imoderado desejo de gozar prejudica, como veneno, a saúde da tua alma e causa nojo dos bens eternos que, de preferência a todos, deves aspirar. 2. É de pouca duração o que o mundo dá. Só pode dar…

  • Novenas

    Novena do Espírito Santo – Sexto Dia

    Novena do Espírito Santo – Sexto Dia O amor é uma virtude que fortifica. Fortis est ut mors dilectio – “O amor é forte como a morte” (Cant. 8, 6). Sumário. Quanto se trata de agradar ao objeto amado, o amor vence tudo; não há dificuldade que resista ao amor; porque, aquele que ama, não sente o sofrimento, ou se o sente, o ama. O sinal, pois, mais certo para conhecer se uma pessoa ama deveras a Deus é a sua fidelidade na adversidade como na prosperidade. Dizemos que amamos a Deus, mas até agora que fizemos por ele? Como suportamos as cruzes que nos manda para nosso bem? Assim como não…