Ato de Consagração ao Puríssimo Coração de Maria

℣. Ó Maria, Virgem amorosíssima, e nossa Mãe terníssima, lançai um olhar benigno sobre o povo desta paróquia, humilde porção da vossa grande família, que, prostrada diante de vós, se consagra irrevogavelmente ao vosso Coração materno. A isto nos move não só o nosso fiel afeto para convosco, mas também a necessidade que sentimos de uma assistência vossa mais especial nestes calamitosos tempos.

℟. Vêde, ó Maria, como se procura extinguir a fé nos nossos corações – com o gelo do indiferentismo e da incredulidade. – Ah! vós que sois a Séde da Sabedoria, – preservai-nos a todos da falsa ciência do século, – e conservai-nos inabaláveis na fé santíssima do vosso Filho.

℣. Vêde as ciladas que, em toda parte, se armam aos bons costumes, contaminando todas as coisas com a desenfreada licença sensual. Ah! Purificai, ó Virgem Imaculada, de tantas impurezas a terra; ou, ao menos, conservai ilesas todas as nossas famílias.

℟. Observai como se tenta convulsionar toda a sociedade – e lançá-la no torvelinho da rebelião contra toda lei e toda autoridade.

℣. Portanto, ó augusta Rainha nossa, conservai entre as classes do vosso povo aquela ordem, que foi por Deus estabelecida, e não permitais que os conselhos dos ímpios prevaleçam.

℟. Tende misericórdia da Igreja, ó Auxílio dos Cristãos; – tende piedade do seu venerando chefe; – e apressai o momento, em que, levantando a cabeça após longa opressão, – possa respirar um ambiente de paz e de liberdade.

℣. Aceitai, pois, [o boa Mãe, a consagração que este povo faz hoje, de si mesmo ao vosso Coração materno; e como prova de vosso benigno acolhimento, fazei que todos sintam a vossa proteção na vida e na morte.

℟. Assim seja.

℣. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,

℟. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

℣. Oremos. Onipotente e eterno Deus, que no Coração da Bem-aventurada Virgem Maria preparastes um habitáculo do Espírito Santo, concedei benigno, que nós, celebrando devotamente a festividade do Seu Coração puríssimo, consigamos viver segundo o vosso Coração. Por Jesus Cristo, Nosso Senhor, Amen.

℣. Ó Coração de Maria, Coração de Mãe de Deus e de nossa Mãe! Coração amabilíssimo, objeto da complacência da SS. Trindade, digno de toda a veneração dos Anjos e dos homens; Coração santíssimo, tão semelhante ao Coração de Jesus; Coração cheio de bondade e de compaixão para com a nossa miséria: inflamai os nossos corações, e conduzi-os ao Coração de vosso divino Filho. Dai-nos um grande amor às virtudes, e acendei em nós aquele fogo de amor, de que o vosso Coração está abrasado.

℟. Estendei o vosso manto protetor sobre a Santa Igreja; – protegei-a, sêde seu doce auxílio, – seu baluarte inexpugnável contra seus inimigos.

℣. Sêde o nosso caminho para chegarmos a Jesus; sêde o canal de que nos vêm as graças divinas tão necessárias para nossa salvação.

℟. Sêde o nosso refúgio em todas as necessidades, – nosso consolo nas tribulações, – nosso abrigo nas perseguições, – nossa proteção em todos os perigos, – principalmente no último combate, na hora da nossa morte.

℣. Naquele terrível momento, de que depende a eternidade, naquele momento em que o inferno redobrará seus esforços para perder a nossa alma: oh! então, Virgem benigníssima, mostrai-nos a ternura do vosso Coração maternal, e o grande poder que tendes sobre o Coração de Jesus. Abri-nos naquela fonte de misericórdia um abrigo seguro, afim de que, entrando no céu, convosco glorifiquemos a Jesus, vosso Filho, por todos os séculos.

℟. Conhecidos, louvados, benditos, amados, – servidos e glorificados sejam para sempre e por toda parte – o divino Coração de Jesus e o puríssimo Coração de Maria. Amen.

℣. Coração de Maria, rogai por nós, e por nossos irmãos detidos em erro e pecado.

℟. Doce Coração de Maria, refúgio dos pecadores, – sêde nossa salvação!

℣. Coração puríssimo de Maria, Coração semelhante ao Coração de Jesus e, como este, cheio de amor e compaixão ainda pelos maiores pecadores; Coração mergulhado num mar de dores por causa dos pecados: pelos vossos sofrimentos tende compaixão dos homens obcecados pelo erro e pelas paixões e fazei que, por vossa poderosa intercessão, abandonem seus erros e maus caminhos, e se convertam numa sincera penitência, obtenham o perdão dos seus pecados, e se tornem dignos de encontrar seu sossego e eterno descanso no Sagrado Coração de Jesus.

MAGNIFICAT – Devocionário para uso comum e particular dos fiéis no convento e no século – Pe João Batista Lehmann, 1942.

Este texto foi útil para você? Compartilhe!

Deixe um comentário