Santo Éfrem atesta que a Sagrada Comunhão se recebia na boca

Na antiga Igreja siríaca, o rito da distribuição da comunhão era comparado com a cena da purificação do profeta Isaías por parte de um dos serafins. Num dos seus sermões da Semana Santa, Santo Éfrem (séc. IV) deixa falar Cristo com estas expressões:

“O carvão trazido santificou os lábios de Isaías. Sou Eu que, trazido agora a vós por meio do pão, vos santifiquei. A tenaz que viu Isaías e com a qual foi pegado o carvão do altar, era a figura de Mim no grande sacramento. Isaías viu-Me, assim como vós Me vedes agora estendendo a Minha mão direita e levando às vossas bocas o pão vivo. A tenaz é Minha mão direita. Eu faço as vezes do Serafim. O carvão é o Meu Corpo. Todos vós sois Isaías.” 

(Sermone in hebdomada sancta, 4, 5.)

Esta descrição permite a conclusão de que na Igreja siríaca no tempo de Santo Éfrem a santa Comunhão era distribuída directamente na boca.

in “Cum Amore ac Timore” – O modo de distribuir a Sagrada Comunhão

Fonte: senzapagare

Este texto foi útil para você? Compartilhe!

Deixe um comentário